Formandos de Música são os primeiros da Faculdade de Artes a receber outorga de grau

Curso de Música inaugura calendário de colaçõesCurso de Música inaugura calendário de colações

 

Criada em 2017, a Faculdade de Artes (Faartes) é uma das quatro unidades criadas a partir do desmembramento do antigo Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL). Na noite da última quinta-feira, 10 de agosto, o reitor, professor Sylvio Puga, presidiu a primeira solenidade de outorga de grau a uma turma oriunda da nova unidade acadêmica. A diretora da Faartes, professora Rosemara Staub, foi a homenageada pelos formandos do curso de Música.

“É uma dupla emoção, primeiro pela Faculdade de Artes, que foi um passo importante da Universidade Federal do Amazonas, a partir do momento que valoriza mais a questão cultural na própria Instituição, dando mais visibilidade a esse campo de conhecimento; e pelo fato de estarmos fazendo outorga de grau desses profissionais. Estamos entregando os melhores para a sociedade. Também é um momento especial por ser a nossa primeira colação de grau aqui no Eulálio Chaves”, comemorou o reitor, professor Sylvio Puga, que já presidiu formaturas de cursos de Educação a Distância em Roraima e no Acre.

A diretora da Faculdade, professora Rosemara Staub reafirmou a relevância da solenidade, destacando que o evento é um marco tanto para a gestão do reitor, por ser a primeira solenidade dirigida por ele em Manaus, quanto para ela mesma, primeira diretora eleita da nova Unidade Acadêmica e homenageada pela sua trajetória na área de educação musical. “O diploma vai referendar ainda mais a atuação de muitos de nossos formandos que já estão no mercado. A partir do quinto período, já existe demanda para eles”, ressaltou.Formandos, familiares e professores compareceramFormandos, familiares e professores compareceram

“Eu fiquei muito envaidecida de ter sido homenageada pelos jovens que acompanharam esses oito períodos conosco, seja no ensino, na pesquisa ou na extensão. Isso mostra que um pouquinho da minha história profissional e da minha metodologia de trabalho vai refletir na formação desses profissionais”, frisou a professora Rosemara Staub.

O paraninfo foi o professor João Gustavo Kienen. Honrado em participar da solenidade histórica para a Faartes, o docente agradeceu aos egressos: “Cada um de vocês nos honrou com sua presença e amor pela música. Este momento tem valor simbólico, mas também jurídico. Vocês saem como profissionais para cumprir um papel fundamental de levar o ser humano à sua humanidade”, discursou. O patrono da turma foi o professor Jackson Colares.

Perspectivas

Ao formando Ruben Levy coube a responsabilidade de levar a última mensagem aos colegas, como orador da turma. “Eu vim falar sobre escolhas e crenças”, afirmou, ao destacar que são feitas algumas indagações antes de se ter a certeza de que a música, a arte e a educação são o caminho a ser seguido na vida profissional. “Escolhemos a educação porque queremos um mundo melhor. Se, através da educação musical, nós pudermos mudar o mundo de uma pessoa, nós já teremos ajudado a mudar o mundo”, concluiu.

A diretora da Faartes espera que os egressos possam retornar à Ufam em outras oportunidades, como a pós-graduação. Em se tratando desse tema, ela informa que uma Proposta de Cursos Novos (APCN) está em conclusão para ser submetida à avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O objetivo é aprovar o Mestrado em Artes, nas linhas de pesquisa em Formação Tecnológica e Performance.